Morro de São Paulo: paraíso a 2 horas de barco de Salvador

Todo mundo que vai pra Morro de São Paulo na Bahia volta com o refrão “Morro de Saudades” na cabeça. Também, quando você junta natureza, praias paradisíacas, bons restaurantes e um clima relax delicioso, só resta ficar com saudades mesmo.

Eu estava precisando do clima de Morro. Sabe aquela fase estressante e com energia carregada que todo mundo passa de vez em quando? Eu estava nela. E te digo, se você também está, ir pra ilha pode ser um ótimo remédio! Acho inclusive que as propriedades especiais desse remédio estão mais conhecidas fora do Brasil, dada a grande quantidade de argentinos e israelitas na ilha.

Morro de São Paulo é a vila mais famosa da Ilha de Tinharé na Bahia, que fica a 60 km de Salvador. Não há carros por lá, os poucos permitidos trafegam por ruas escondidas que quase não são utilizadas, o que ajuda na atmosfera de vila rústica tranquila. É um lugar para passar o dia de chinelo ou, quando muito, uma sandália rasteirinha. Mas a tranquilidade não quer dizer falta de animação, há vários eventos na ilha, luaus na praia, música ao vivo nos restaurantes e até algumas festas. 

Aliás, o que eu mais curti foi esse equilíbrio entre agito e tranquilidade. Morro de São Paulo tem de tudo um pouco e é você que escolhe se passará dias inteiros em praias desertas ou naquelas com música na areia, se a noite será de um happy hour de frente para o mar, ou em uma festa de música eletrônica que só termina quando o sol raiar.

Escolher onde se hospedar na vila tem uma influência direta na equação entre agito vs tranquilidade.  Morro está divido em cinco praias, conhecidas por ordem numérica a partir do porto de chegada, cada uma com personalidade bem distinta.

PRAIAS DE MORRO DE SÃO PAULO

A Primeira Praia fica entre o centrinho e a Segunda Praia e é onde rola algumas atividades como mergulho com cilindro, tirolesa (R$ 50) e banana boat. Esta é a praia mais próxima ao porto e também a menor delas.

caminho-segunda-praia

Caminho do centrinho para as praias

primeira-praia

Primeira Praia

A Segunda Praia é a mais agitada, a única com cadeiras e guarda-sóis na areia (R$ 40/pelo dia) e música durante o dia e a noite. A vantagem de ficar aqui é a proximidade dos restaurantes e lojinhas. Caso você não queira andar muito, mas também não seja fã de barulho 24h por dia, é só escolher uma das pousadas nas ruas paralelas à orla, como a Pousada Bahia 10. Assim dá para caminhar facilmente para tudo, mas ter uma noite tranquila de sono.

restaurante-segunda-praia.jpg

Restaurantes na areia – Segunda Praia

A Terceira Praia é onde a maioria das pessoas vai relaxar durante o dia. Com a maré mais baixa formam-se piscinas naturais e há algumas árvores que os banhistas usam para se esconder do sol.

terceira-praia

Terceira Praia com a maré mais cheia

terceira-praia-mare-baixa (1)

Terceira Praia com a maré baixa

terceira-praia-mare-baixa (2)

Ilhota divisa da Segunda e Terceira praias

A Quarta e Quinta Praia são as mais paradisíacas, mas também as mais isoladas, perfeitas para casais ou pessoas que querem desconectar. Os hotéis nessa área têm ótima infraestrutura e tendem a ser mais luxuosos (e caros). Enquanto a quarta praia ainda é acessível a pé, para chegar à quinta (também conhecida como Praia do Encanto) é necessário alugar jipes ou charretes.

praia-encanto

Quinta Praia – Hotel Karapitangui (dá pra passar o dia lá)

quinta-praia

Quinta Praia – mangue mistura com praia

Há também outras praias interessantes nos arredores de morro. Gamboa, a mais conhecida, é onde a maioria dos nativos moram. O paredão de argila onde as pessoas fazem um spa ao ar livre e os restaurantes com frutos do mar mais baratos ficam por lá. Apesar da praia em si não ser a mais bela da ilha, vale conhecer. Para chegar, há uma trilha saindo da Primeira Praia (se informe sobre as marés), ou é só pegar um barquinho no porto (R$ 5/pessoa por trecho saindo em grupo, ou negociável com o barqueiro dependendo do número de pessoas).

paredao-argila-morro

Paredão de argila – spa ao ar livre na Praia de Gamboa

praia-gamboa

Praia de Gamboa – praia frequentada pelos locais de Morro de São Paulo

PASSEIOS DE BARCO SAINDO DE MORRO

Além das praias citadas, há outras lindas nos arredores da vila, muitas vezes com vegetação quase intocada. Para conhecê-las, é necessário agendar um passeio de barco. O mais famoso é o Volta à Ilha, que é o mais barato, mas também o mais lotado e cansativo.

Volta à Ilha:

Leva entre 12 a 15 pessoas para um tour pela ilha de Itararé, saindo às 9:30h e retornando às 17h (R$ 130, almoço não incluso). Geralmente inclui paradas em Garapuá (praia depois da Praia do Encanto), nas piscinas naturais de Moreré e uma parada para almoço na Boca da Barra ou pra comer a famosa lagosta do Guido e depois uma visita à Canavieiras para comer ostras frescas com parada final em Cairu. É bem fácil de marcar o passeio, que tem preço tabelado, da sua pousada ou contactando algum promotor de venda que fica abordando turistas em toda vila. Como não fiz esse passeio, segue um link com descrição detalhada de cada parada: passeio volta à ilha.

Passeio do Alemão:

É o passeio de barco mais VIP da ilha. Por R$ 180,00/pessoa, um grupo de 6 pessoas passará por piscinas naturais menos lotadas que o Volta à Ilha, almoçará no Guido com menos gente e terá mais poder de decisão sobre quanto tempo ficar em cada parada. Não fiz o passeio porque estava lotado para o dia que eu queria, mas conheci uma pessoa que fez e adorou. (Contato do Alemão: +75 99957-2954).

Passeio Paraíso da Ilha (paraisodailha@hotmail.com):

Foi o passeio que escolhi, vendido como mais exclusivo que o Volta à Ilha, porém mais barato que o passeio do Alemão. Por R$ 160,00/pessoa pegamos o barco em 8 pessoas, com a promessa de passar por piscinas naturais menos cheias, comer lagosta no Guido, visitar a praia de Moreré (considerada a terceira mais bonita do Brasil), parar em Canavieiras para provar ostras e ainda passar por Cairu, município histórico de Morro de São Paulo, onde a lancha seria reabastecida.

piscina-natural

Piscina natural no passeio de barco. Delícia!

Ter menos gente no barco realmente facilita muito e deixa todo o passeio com um gostinho mais intimista. No entanto, algumas coisas ficaram a desejar. Por termos saído mais tarde que o horário combinado (alguns hóspedes se atrasaram ao sair da pousada), não conseguimos ir ao Guido na hora certa (a maré não estava favorável), então não provamos a famosa lagosta! Mas o mais grave foi que notamos que o motorista da lancha era meio imprudente, inclusive bebendo quando estávamos parados. Resultado, ele foi ajudar uma amiga a subir no barco e a deixou cair na água com bolsa e tudo (celular incluso).

passeio-barco.jpg

Lindas paisagens no passeio de barco

Mesmo assim, a rota é realmente muito bacana. As piscinas naturais são lindas (apesar do pancadão que estava tocando em um dos barcos, estragando todo o clima), nem sendo necessário alugar snorkel, uma vez que era só olhar para os peixes na água (a piscina é muito rasa e límpida).

E a Praia de Moreré realmente possui um encanto à parte. Quando atracamos, não a achamos tão bela, pois a maré estava muito baixa, deixando uma extensa faixa de areia compacta marrom à vista antes da praia em si. Mas a medida que água do mar foi enchendo, sua beleza foi sendo revelada, encantando a todos.

Praia-Morere (3)

Praia de Moreré – estrutura para entrar no restaurante

Praia-Morere (2)

Vegetação nativa, praia de Moreré

Praia-Morere (1)

Praia de Moreré Bahia

Na Praia de Moreré há também um pequeno restaurante familiar onde almoçamos pratos fartos por um preço justo (a moqueca de camarão estava uma delícia e seria facilmente 3 pessoas por R$ 70!). Como em outros lugares remotos, só cartão de débito e dinheiro são aceitos.

Depois de relaxar cerca de duas horas em Moreré, ainda passamos em Canavieiras e em Cairú, mas nosso grupo já estava muito cansado para realmente aproveitar qualquer um desses lugares.

O que levar nos passeios de barco:

Muito filtro solar (algumas áreas do barco são descobertas), chapéu (mas lembrar de guardar enquanto a lancha está em movimento porque voa mesmo), máquina fotográfica pequena e carregada, lanchinhos, o que for beber (eles guardam no cooler), dinheiro (o almoço geralmente é em um lugar que não aceita cartão de crédito, dando sorte, aceita cartão de débito).

LUGARES PARA COMER E PREÇOS EM MORRO

Se você quer economizar, o melhor lugar para comer é no centrinho da vila, onde há alguns restaurantes mais baratos e lanchonetes servindo crepes, sanduíches e tapioca (uma refeição barata custa uns R$ 20,00/pessoa). Durante o dia, passe em um dos supermercados e leve alguns lanchinhos para a praia, principalmente se for para além da Terceira Praia, onde há pouca infraestrutura.

Na divisa entre a Terceira e Quarta Praias está o Eskina, lanchonete com opções de lanches e pratos veganos e/ou saudáveis a um preço acessível (ex: omelete a R$ 15,00 e promoção de duas caipirinhas por R$ 25). A Fernanda, que gerencia o local, é uma dessas pessoas especiais que além de pensar em cada ingrediente com carinho, faz doações para ajudar os animais da ilha. Vale passar por lá!

caipirinha-eskina

2 copões de caipirinha de melancia por R$ 25

Eskina

Eskina Beach Bar – entre 3a. e 4a. praias em Morro de São Paulo

Na Segunda Praia há várias opções para jantar, como o Sambass. É uma boa opção para escutar música ao vivo e relaxar com drinques à noite, entretanto, achei que a comida ficou a desejar.

caipirinhas

Caipirinhas na orla da Segunda Praia, com muitos tipos de fruta e cartazes em hebraico para atender aos israelitas.

Para uma experiência gastronômica mais elaborada, sugiro o restaurante da Pousada Minha Louca Paixão, onde comi dois deliciosos pratos com peixe e fui muito bem atendida (o restaurante é à beira-mar na Terceira Praia, com uma vista relaxante – R$ 47/prato). O Andina também foi muito bem recomendado e fiquei triste de só ter descoberto o estabelecimento no final da viagem, quando já não tinha mais tempo para experimentá-lo. Por esse post e pelos comentários de um casal que conheci, vale muito a pena reservar uma mesa para jantar.

peixe-bananeira

Peixe assado na folha de bananeira com farofa de camarão (grandes!). Restaurante Minha Louca Paixão.

ambiente-restaurante-louca-paixao.jpg

Ambiente Restaurante Minha Louca Paixão

BALADINHAS

Eu sou uma pessoa mais diurna, especialmente quando viajo para um lugar tão paradisíaco como Morro. Prefiro passar o dia curtindo as praias e depois terminar com um happy hour/música ao vivo durante o pôr do sol. Mas, se você quer pegar alguma balada mais forte, Morro não te deixará passar vontade.

Independente se você é baladeiro ou não, não deixe de passar pela Toca do Morcego para ver o pôr do sol. Este é o point da vila. As pessoas começam a chegar por volta das 16:30h para pegar um lugar com uma boa vista e se estendem para jantar, ou só para tomar caipirinhas e aproveitar a boa música (começa com DJ durante o pôr do sol e depois há uma banda com um ótimo repertório de música brasileira).

toca-morcego-clima

Clima especial da Toca do Morcego, com velas e lanternas “meia-luz”

girls-toca

Eu e as girls no happy hour da Toca do Morcego

Outros dois lugares legais para ver o pôr do sol são o Farol (não há infraestrutura, somente um ambulante vendendo bebidas e tem que chegar cedo porque fica lotado) e o Hotel Portaló, que tem um DJ de música eletrônica e um lindo pátio onde você pode pedir drinques e aperitivos. O Portaló é um bom lugar para relaxar com amigos, a vista do sunset é bonita, porém dos três lugares, é a menos impressionante.

farol-por-do-sol

Foto de pôr do sol no Farol

hoteo-portelo (1)

Estrutura Hotel Poraló

hoteo-portelo (2)

Vista pôr do sol Hotel Portaló

Em termos de balada, há um barco open bar que trafega nas águas de morro e a Pulsar Disco onde a night inclui noite da espuma. Achei essas duas opções meio teen, mas vai do gosto de cada um. Também há um luau na Segunda Praia duas vezes por semana (melhor dia é quinta, mas toca funk e sertanejo, que não achei muito condizente com luau) e uma festa na Toca do Morcego também duas vezes por semana (melhor dia é sexta-feira. Começa meia noite e termina às 6 da manhã). Dependendo da época, rolam outras festas especiais, mas é só estar lá que as pessoas te avisarão de tudo o que tiver acontecendo na ilha.

ONDE SE HOSPEDAR EM MORRO DE SÃO PAULO

Recomendo 3 hospedagens mais centrais para você curtir tudo o que Morro tem para oferecer sem ficar muito isolado dos restaurantes e da vida na ilha.

  • Bom custo benefício perto da Primeira Praia: Aroeira Eco Pousada. Duas amigas ficaram aqui e gostaram bastante. A pousada fica mais perto do centrinho da vila e é muito prática para chegar até os restaurantes da Segunda Praia. Tem um café da manhã farto e fresco (tudo é preparado no local, inclusive os pães) e bons quartos. O único porém é que muitos dos quartos estão localizados em andares altos, onde é necessário subir alguns bons lances de escada. Assim, se você tem alguma restrição em subir escada, escolha outra hospedagem.
  • Bom custo benefício na Segunda Praia: Pousada Bahia 10. Foi onde fiquei. Localizada em uma rua paralela à Segunda Praia, você fica perto de tudo, porém longe do barulho. É fácil caminhar para o centrinho e para a Terceira Praia e todos os restaurantes estão “à mão”. O quarto era bem confortável, incluindo uma varanda com rede, e o café da manhã era bom (muitos bolos, variedade boa de pães, ovo mexido e alguma outra opção quente, sucos e frutas). A pousada também conta com uma pequena piscina e bar, ótimo para relaxar depois da praia.
  • Luxo na Terceira Praia: Hotel Minha Louca Paixão. Localizada no começo da Terceira Praia, de frente para o mar. Com piscina de borda infinita, um ótimo restaurante (fiz algumas refeições deliciosas) com música ao vivo à noite, bons quartos com varanda e café da manhã de hotel 5 estrelas. Você fica em um lugar luxuoso, mas sem ter que andar muito para chegar ao coração de Morro.

COMO CHEGAR

O acesso a Morro de São Paulo é feito de três formas:

  • Via catamarã do Terminal Marítimo do Mercado Modelo: Demora cerca de 2h a 2h30min com último horário de saída às 14:30h. É possível comprar o ticket no local, mas eu preferi agendar antecipadamente incluindo transfer do aeroporto até o terminal com a Ilha Bella Turismo (transfer + catamarã por R$ 130/pessoa através do e-mail reservas@ilhabellaturismo.com).
catamara-morro-sp

Catamarã de Salvador a Morro de São Paulo

  • Via transporte semi-terrestre: Inclui um trecho com van até outro porto, lancha e mais um trecho com van até o aeroporto, levando de 2h30min a 3h. Eu peguei esse transporte na volta, quando partir do primeiro catamarã (que sai às 9h de Morro) não garantiria que eu chegaria a tempo para meu voo às 13h (há muito trânsito pela manhã em Salvador). Também agendei com a Ilha Bella Turismo.
  • Táxi Aéreo: leva cerca de 20 minutos para chegar à ilha e custa por volta de R$ 450/trecho. Agendado aqui.

Dicas Importantes para sua Viagem para Morro de São Paulo:

  • Tente levar o mínimo de bagagem possível! Para levar sua mala até a pousada será necessário contratar um “táxi bagageiro” (uma pessoa empurrando um carrinho de mão), uma vez que carros são proibidos e há ladeiras muito íngremes no trajeto. O preço varia de acordo com o tamanho da mala e distância da pousada (geralmente R$ 15/bagagem até a Primeira Praia, R$ 20 para a Segunda, e uns R$ 50/bagagem para a Quarta Praia). Menos é mais em Morro!
ladeiras-morro

Laderias e carregadores de Morro

  • Leve dinheiro suficiente em espécie. Há 3 caixas eletrônicos na vila (do Santander, Banco do Brasil e Bradesco) que frequentemente ficam sem notas para saque.
  • Ao chegar no porto de Morro será necessário pagar uma taxa de preservação da ilha (R$ 15 logo na entrada).
  • Se você costuma enjoar em barcos, levar um vonau (ou outro remédio para enjoo) para os passeios pode ser uma boa pedida.
happy-morro-sp

Feliz em Morro de São Paulo (grafite perto do porto de chegada)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: