Ilha da Berlenga: linda praia e reserva ambiental a 2 horas de Lisboa

Sabe aqueles tesouros da natureza que ainda não foram totalmente descobertos por viajantes? A Ilha da Berlenga na costa portuguesa é um deles.  A única ilha visitável do arquipélago de Berlengas fica a 10 km do Cabo Navoeiro, na região litorânea de Peniche, e faz parte de uma reserva ambiental. Com apenas 1,5 km de comprimento por 800 metros de largura, a ilhota é perfeita para tirar fotos tipo “National Geographic”, com lindas paisagens emolduradas por falésias, águas cristalinas e espécies ameaçadas de gaivotas que fazem seus ninhos por lá na metade do ano.

cabo-nevoeiro

Forte no Cabo do Navoeiro

mapa-berlengas

Mapa Ilha da Berlenga – jpeg fonte: http://www.icnf.pt

lancha-peniche

Quiosques para pegar a lancha para Berlengas

A melhor época para visita-la é no verão (de dezembro a março somente faroleiros e funcionários do Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade são permitidos no local), quando o acampamento e os tickets ida-e-volta na lancha são mais disputados por visitantes que passam o dia ou o final de semana na ilha.

img_1263

Centenas de gaivotas perto do Farol

Além de nadar e tomar sol (a melhor praia é a da chegada da lancha, a Praia do Carreiro do Mosteiro), há duas trilhas de mais ou menos 1km cada. A primeira sai do bairro dos pescadores e vai até o Farol de São João Baptista (terreno de subida, mas bem pavimento e de média dificuldade) e a segunda dá uma pequena volta na ilha (terreno linear e fácil).

img_1185

Olha essa paisagem!

img_1211

Lindo, não?

img_1279

Vista da Praia do Carreiro do Mosteiro

Depois de caminhar, vale alugar um caiaque ou fazer um passeio de barco ao redor de Berlenga, de onde é possível ver melhor suas grutas e formações rochosas (15 euros, agendado com a própria lancha que nos levou até a ilha). Pelo mar, também dá para admirar todos os ângulos do Forte São João Baptista. Também conhecido como Fortaleza Berlengas, a construção de 1660 aproveitou as pedras de um antigo monastério de 1513 para erguer suas paredes. Hoje, o lugar é um hostel rústico, uma das duas únicas hospedagens na ilha além do acampamento (há também uma pensão no bairro dos pescadores). Apesar da aparência interessante, o interior do forte está bem mal conservado e as instalações para os hóspedes são bem precárias. Mesmo assim, o trajeto até lá e sua edificação exterior são muito interessantes e valem a visita.

img_1247

Forte S. João Baptista visto do barco

elefante-berlenga

Formação rochosa “O Elefante”

forte-sao-joao-baptista

Forte São João Batista visto da trilha

img_1207

Bairro dos Pescadores

Para quem mergulha, agende também uma visita subaquática na ilha, já que Berlenga é considerada o melhor point de mergulho em Portugal!  Como é sempre bom fazer uma cotação para o passeio antecipadamente, seguem algumas indicações de agências de mergulho: Acua Sub Oeste e Haliotis.

farol-sao-joao-batista

Farol São João Baptista

 

OUTRAS INFORMAÇÕES:

O que levar para a Ilha da Berlenga: remédio contra enjoo para a lancha, filtro solar e chapéu, canga/toalha para ficar na praia, lanches e atividades (baralhos, jogos), caso resolva pernoitar na ilha. Para os que dormirão em Berlenga, é imprescindível levar lanterna (a energia elétrica é fornecida por um gerador e nem sempre fica ligada).

Como chegar à Ilha da Berlenga:

  • Usando transporte público: há ônibus da empresa Sete Rios que saem de Lisboa e em 1 hora e meia chegam à Peniche (horários e preços, cliquem aqui). De lá, é necessário pegar uma lancha até a ilha (preços e horários aqui). Mas se prepare! O trajeto de cerca de 30 minutos é muito batido, fazendo com que vários passageiros enjoem (3 pessoas na lancha vomitaram durante o percurso).
  • De carro: O trajeto de carro de Lisboa até Peniche demora cerca de uma hora (direções com o google maps). Quer saber como é dirigir por Portugal? Leia as minhas dicas neste post.

-Hospedagens em Berlengas:

  • Forte São João Baptista: é necessário fazer reservas em Peniche, na Associação Amigos da Berlega (o forte é uma fundação sem fins lucrativos). Ou ainda tentar contato através da página no Facebook ou pelo telefone +351 262 750 244.
  • Para se hospedar na pensão no bairro dos pescadores, entre em contato com o Restaurante Mar e Sol.
  • Camping em Berlenga: é necessário ligar para a Reserva Natural das Berlengas (+351 262 787 910) ou para o Posto de turismo de Peniche (+351 262 789 571). Quer saber como é acampar em um lugar tão remoto? Leia o relato de uma portuguesa aqui.

Restaurantes na Ilha da Berlenga: Há dois lugares para comer na Ilha de Berlenga, o Restaurante Mar e Sol, e uma lanchonete simples dentro do Forte de São Baptista. Por isso é sempre bom levar lanches e bebidas de casa.

-Para mais informações sobre a ilha, acesse o site turístico local, o site do icnf e leia o pdf turístico explicativo sobre Berlenga.

comments2

Anúncios

4 comentários em “Ilha da Berlenga: linda praia e reserva ambiental a 2 horas de Lisboa

  1. Nossa esse lugar é mesmo incrível tive o prazer de visitar em 2014. Onde tem um lugar pra eu postar minha fotinha aí. Os pássaros que habitam a Ilha me fez lembrar Abrolhos na Bahia.

  2. Preciso fazer uma viagem especificamente só para Portugal para conhecer tantos lugares que vejo o pessoal indicando nos blogs. Adorei essa ilha!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: