Tchêncontro: conhecendo o Caminho de Pedra, vinícolas e outras atrações da Serra Gaúcha

Conheci um pouco da serra gaúcha no meu aniversário do ano passado. Foi uma maravilha passar por Gramado e Canela e visitar algumas vinícolas de Bento Gonçalves (leia mais sobre essa viagem aqui).

No último final de semana, consegui explorar um pouco mais a região e, o melhor, com um tour programado por quem mora por lá. O passeio foi organizado como parte do TchÊncontro, o primeiro encontro de blogueiros de viagem no Rio Grande do Sul. Além das atividades na capital gaúcha, o encontro incluía um dia de aventuras gastronômicas e culturais por Bento Gonçalves e outras cidades próximas. Se você for até Porto Alegre, vale muuuito a pena alugar um carro e passar pelo menos um dia conhecendo os Caminhos de Pedra, um roteiro cultural pelo legado dos imigrantes italianos que chegaram à serra gaúcha a partir de 1875.

Nossa primeira parada foi na Casa da Ovelha, que tem uma história bem bacana. A casa foi construída por italianos com madeira de araucária em 1917 e serviu como um hotel até 1969. Posteriormente, o lugar foi comprado por uma família local para servir de sede para o atual Parque da Ovelha, que além de produzir deliciosos queijos e outros derivados do leite de ovelha, tem uma programação interessante para famílias viajantes. No parque, os visitantes podem amamentar cordeiros, conhecer o pastoreio do rebanho com ajuda de um cão Border Collie, observar a ordenha das ovelhas, degustar queijos e outros produtos e passear pela lojinha que tem produtos alimentícios, bichinhos de pelúcia, artigos decorativos e até cosméticos feitos com leite de ovelha!

A linda e antiga Casa da Ovelha

A linda e antiga Casa da Ovelha

Aprendendo sobre o pastoreio de ovelhas feito com o Border Collie

Aprendendo sobre o pastoreio de ovelhas feito com o Border Collie

Paparicando um carneirinho. Soo cute!

Paparicando um carneirinho. Soo cute!

Degustando vários tipos de queijo da Casa da Ovelha

Degustando vários tipos de queijo da Casa da Ovelha

Outra opção bacana de passeio com crianças é passar na Casa da Erva-mate, que mostra o processo de fabricação artesanal da erva-mate e ensina a etiqueta gaúcha e hábitos para participar da tradicional roda de chimarrão. A casa ainda abriga um moinho de roda d’água de 1884 e maquinários de 1918 até 1940.

A roda d'água encanta os pequenos que visitam a Casa da Erva Mate

A roda d’água encanta os pequenos que visitam a Casa da Erva Mate

Para continuar a comilança, a sugestão é ir direto para a Salumeria Caminhos de Pedra, que oferece uma degustação de vários embutidos fabricados artesanalmente. Gostei tanto que levei um com 80% de javali para casa! Além dos embutidos, o estabelecimento também vende geleias e compotas caseiras, queijos e cervejas artesanais encorpadas, tudo isso complementado por uma vista bucólica maravilhosa!

A deliciosa salumeria

A deliciosa salumeria

Os embutidos são uma perdição! Difícil escolher só um!

Os embutidos são uma perdição! Difícil escolher só um!

Lá fiquei sabendo que a salumeria é administrada pelos mesmos donos da Casa Righesso, um ótimo lugar para almoçar. Esta antiga moradia foi erguida em 1889 com a utilização de pedras de basalto encaixadas umas nas outras. A casa está muito bem conservada e inclui um pátio com vasto gramado, ótimo para tomar um espumante, ou para aproveitar as delícias italianas oferecidas no restaurante.

O delicioso restaurante Casa Riguesso

O delicioso restaurante Casa Riguesso

O pessoal aproveitando o sol na grama da Casa Riguesso

O pessoal aproveitando o sol na grama da Casa Riguesso

Para fechar a orgia gastronômica do dia, fomos conhecer a Vinícola Peterlongo, a primeira casa produtora de espumantes do Brasil! Em 1913, Manoel Peterlongo, imigrante italiano que chegou ao sul do Brasil em 1899, começou a produzir a bebida pelo método Champenoise, se tornando um marco na história viticultora do país. A propriedade é muito bonita e oferece visitação com degustação. Para agendar, é só entrar em contato pelo telefone (54) 3462-1355 ou através do e-mail eventos@peterlongo.com.br.

Fachada e interior da Peterlongo

Fachada e interior da Peterlongo

Drinque de boas-vindas

Drinque de boas-vindas

Conhecendo a antiga cave!

Conhecendo a antiga cave!

O dia conhecendo os Caminhos de Pedra passou rápido. A região é tão bonita e tem tanta coisa para ver que já estou planejando voltar em um final de semana para relaxar e conhecer tudo com calma. Só nesse passeio já fiquei sabendo da Estrada de Sabor, da Rota dos Espumantes e também do Sabores de Inverno, um festival que une gastronomia com vinhos e espumantes durante o inverno (acaba dia 20 de setembro). Se você também quer ficar um tempo por lá, dê uma olhadinha na Pousada Cantelli, estabelecida em um casa de pedra histórica cheia de charme e gerenciada por uma família local. A estrutura antiga e os donos dão aquele ar intimista familiar que tornará a sua viagem ainda mais especial.

Blogueiros no Tchêncontro – Fotos de Alessandra Fratus do blog Tô Pensando em Viajar.

Blogueiros e patrocinadores no Tchêncontro – Fotos de Alessandra Fratus do blog Tô Pensando em Viajar.

comments2

Anúncios

4 comentários em “Tchêncontro: conhecendo o Caminho de Pedra, vinícolas e outras atrações da Serra Gaúcha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: