Lista completa e avaliação dos albergues/hotéis da minha volta ao mundo

Aqui está a lista de lugares em que me hospedei na volta ao mundo e o que achei de cada um deles! Comecei a botar tudo no papel para ajudar alguns amigos que em breve começarão a sua própria “volta”, mas a lista serve para qualquer viajante que procura acomodações mais em conta, já que a maioria são albergues (ou “hostels” em inglês) ou pousadinhas (com exceção de alguns hotéis melhorzinhos na Ásia, onde tudo é infinitamente mais barato). Para facilitar a diferenciação entre as furadas e as pérolas escondidas, dei uma nota de 0 a 10 para cada hotel. Para facilitar, também dividi o itinerário em Europa, Oriente Médio e África, Ásia, Oceania e América.

ITI EUROPATURQUIA

Istambul:

Air Boss Hotel – Nota 8,5

🙂 : Fica perto do aeroporto (mas não é colado), o que era ótimo para quem só queria dormir uma noite (cheguei muito tarde). Os quartos eram bem confortáveis, limpos e com ar moderno. O café da manhã era bem farto (com opções “ocidentais” mais opções tipicamente turcas, incluindo pepino, azeitonas e tudo mais). Tem wifi gratuito. Os funcionários foram bem gentis.

😦 : O ar condicionado era um pouco barulhento. Não é o lugar ideal para conhecer Istambul, só para ficar perto do aeroporto (não tem nada por lá).

Big Apple Hostel – Nota 8

🙂 : Fica bem no centro histórico, minutos a pé da Hagia Sophia e outras atrações. Eles oferecem dormitórios e quartos privativos. O wifi é gratuito e o café da manhã era bem completo para um albergue, com pães, opções turcas, ovo e frutas. O legal é que o “restaurante” fica em um terraço com aquele jeitão turco, de onde você tem uma vista linda da cidade.

😦 : O chuveiro era meio inconstante.

Costa da Lícia:

Fiz um passeio de barco de 7 dias, onde fiquei curtindo o sol, as baías desertas, o mar transparente e as várias ruínas da região. O passeio agendado com a Bodex Yachting incluía todas as refeições e as noites no barco, um veleiro grande adaptado.

GRÉCIA

Kos:

Hotel Koala – Nota 8

🙂 : O hotel é simples, mas aconchegante. Tem quarto para uma, duas, ou três pessoas e o wifi é gratuito. Não fica na beira da praia, mas está perto (a maioria das pessoas só fica em Kos por esta ser a ilha grega mais próxima da Turquia, de onde sai a ferry semanal para Santorini). O café da manhã era simples, porém gostoso, e o atendimento foi bom.

😦 : Como é um hotel, não é o tipo de lugar ideal para conhecer outros viajantes.

Santorini:

Youth Hostel Oia – Nota 8

🙂 : A opção mais barata na vila mais cara e bela de Santorini. As áreas compartilhadas do albergue são bem bacanas, com um lindo terraço onde é servido o café da manhã e drinques no final do dia (tem uma linda vista do por do sol também). Só tem dormitório por lá, mas os quartos são enormes! Quando me hospedei, o hostel estava vazio, então fiquei com um quartão praticamente só para mim. O café da manhã era ok e o wifi é gratuito. Eles tem tours para o vulcão a preços mais camaradas.

😦 : Não oferece quartos para duas pessoas.

Creta:

Villa Venezia – Nota 7,5

🙂 : Fica bem no porto de Chania, de frente para o mar. O wifi é excelente e há vários restaurantes bacanas em baixo. É a opção mais barata para quem quer ficar de frente para o porto.

😦 : O hotel é bem antigo, com quartos pequenos e aquelas escadinhas apertadas. Não tem café da manhã (fazem parceria com um dos restaurantes embaixo).

Atenas:

Dioskouros Hostel – Nota 6,5

🙂 : Localizado em um beco do centro (perto de tudo, mas quieto à noite). Wifi gratuito. Bom café da manhã.

😦 : Wifi inconstante, só funcionava no jardim. O quarto em que fiquei era um dormitório velho, quente e sem janelas. O chuveiro era um desastre e a cozinha comunitária não funcionava.

CROÁCIA – Fizemos um passeio de barco de 8 noites, passando por sete cidades: Makarska, Mljet, Dubrovnik, Trstnek, Korcula, Hvar e Split. Reservamos com a Katarina Line Cruises, inclui café da manhã, almoço e hospedagem.

ALEMANHA

Munique: Fiquei na casa de amigos!

Freiburg:

Black Forest Hostel – Nota 8

🙂 : Um albergue bem limpo e organizado, com uma sala enorme onde o pessoal fica tocando violando, conversando ou jogando sinuca. Os quartos eram grandes (oferecem quartos privados e dormitórios de vários tamanhos). O chuveiro tinha ótima pressão (apesar da aparência futurística – já que o chuveiro privativo parece uma cápsula espacial – funcionou bem!). Eles oferecem vários tours e serviços, como aluguel de bicicleta. Wifi gratuito. Boa cozinha comunitária.

😦 : Café da manhã não está incluso.

Berlim:

The Circus – Nota 9,5

🙂 : Um dos melhores albergues que fiquei em toda viagem! Super bem localizado, em frente ao metrô! Com uma decoração moderna e bem feita, quartos amplos (privados ou dormitórios) e ótimos chuveiros! O legal é que mesmo o dormitório foi pensado para cada viajante, com luzes de leitura, tomadas e gavetas individuais. No porão, há um super bar com atrações diárias! O café da manhã, embora pago, era barato e uma delícia. Wifi gratuito.

😦 : Wifi só funcionava no saguão (o que era até bom para conhecer pessoas).

REPÚBLICA TCHECA

Praga:

Sir Toby´s Hostel – Nota 9

🙂 : Localizado quase de frente à parada do metrô, o albergue oferece quartos privativos e dormitórios, ambos de bom tamanho. O restaurante e a cozinha comunitária são grandes. O café da manhã era muito bom. Wifi gratuito.

😦 : O tour alternativo pelas ruas de Praga oferecido por um dos funcionários do albergue foi um desastre. O café da manhã é pago.

HUNGRIA

Budapest:

Njoy Budapest Hostel & Apartment – Nota 8

🙂 : Os funcionários são ótimos! Uma senhora faz um ensopado típico em algumas noites para os hóspedes. O café da manhã é bom e a cozinha tem tudo o que você precisa. Wifi gratuito.

😦 : Para chegar a um dos dormitórios você tem que passar por outro quarto. O prédio em si é meio estranho e não há elevadores.

ÁUSTRIA

Viena: Fiquei na casa de amigos!

Salzburg:

YOHO International Youth Hostel Salzburg – Nota 8

🙂 : O hostel é bem localizado, limpo e organizado. O café da manhã estava bom e o wifi é gratuito.

😦 : Os funcionários da recepção foram meio rudes. A cozinha só fica aberta para uso pessoal entre 11h e 17h e só oferece um microondas e uma geladeira. O hostel é grande e um pouco impessoal.

ITÁLIA

Veneza: Fiz couchsurfing!

Florença:

Academy Hostel – Nota 9,5

🙂 : Ótimo hostel! Muito bem localizado (minutos do Duomo), super limpo, com bom café da manhã e comidinhas de graça à noite. Wifi gratuito. Os chuveiros eram bons e eles disponibilizam secadores de cabelo no banheiro. O pessoal que trabalha lá é bem prestativo.

😦 : Eles fecham por umas duas horas durante à tarde para limpeza, durante esse horário ninguém pode permanecer no albergue.

Siena:

Casa di Alfredo, Bed & Breakfast – Nota 7,5

🙂 : Os quartos têm bom tamanho com uma cama muito confortável (oferece quarto para uma, duas, ou três pessoas) e o café da manhã era muito bom. Fica bem perto da entrada para a cidade murada de Siena.

😦 : A dona, que é quem gerencia a casa, não fala muito inglês. É um lugar pequeno, sem áreas comuns, ou seja, é mais difícil conhecer outros viajantes.

Roma:

La Controra Hostel – Nota 8

🙂 : É um hostel pequeno, mas com um ótimo clima para conhecer outros viajantes. Wifi gratuito. Os funcionários era bem gente-boa e a localização era ótima, perto de tudo! Café da manhã incluso (porém bem básico).

😦 : A recepção não é 24 horas e os lençóis precisam ser trocados (estão meio velhos).

Nápoles:

Hostel of the Sun – Nota 8

🙂 : Bom café da manhã (com potes enormes de nutella à vontade!), wifi gratuito e bom chuveiro. Fica em uma parte segura da cidade (em Nápoles, isso é importante).

😦 : Os quartos e a sala comunitária eram pequenos.

Sorrento:

Seven Hostel – Nota 9,5

🙂 : Esse é o hostel mais luxuoso em que já fiquei! Decoração lindíssima, quartos amplos (com luz de leitura, tomada e armário individual), camas firmes e confortáveis, banheiros modernos e funcionais, ótima comida, wifi gratuito e um lindo terraço onde você pode conhecer outros viajantes.

😦 : Meio longe do centro de Sorrento, porém o transporte público fica pertíssimo (demora 5 minutos para chegar até o centro).

Catânia:

Gattopardo – Nota 7

🙂 : Wifi gratuito, bom chuveiro.

😦 : Café da manhã não está incluso. O hostel era meio estranho, um casarão bonito, porém onde você só tinha acesso aos quartos (parecia uma pensão). Nada de especial.

SUÍÇA

Lucerna: Fiz couchsurfing!

Rheinfelden: Fiquei na casa de amigos!

FRANÇA

Paris: Fiquei na casa de amigos!

Tours: O lugar em que fiquei, o Hotel Français, deixou de exisitir.

Bordeaux:

Choiseul Hotel – Nota 6,5

🙂 : Muito bem localizado, com bom preço para a área.

😦 : É um hotel muito simples, com quartos pequenos, sem área comum ou café da manhã.

Lyon:

Hotel de Bretagne – Nota 7

🙂 : Hotel pequeno, porém muito bem localizado. O café da manhã era simples e gostoso. As camas eram boas e tinha wifi gratuito.

😦 : Não tem ar condicionado e você tem que carregar as malas escada acima. De novo, por seu um hotel, é difícil encontrar outros viajantes.

Avignon:

Hotel Alizea – Nota 0

🙂 : Ótima localização.

😦 : Um dos piores lugares em que fiquei na viagem. Sujo, sofri um ataque de bedbugs à noite. Quando trouxe um espécime do bicho que me picou a noite toda até a recepção, o funcionário disse que nada poderia fazer.

Montpellier:

Hotel Majestic – Nota 6,5

🙂 : O gerente foi muito simpático e solícito. O hotel fica perto de tudo e tem wifi gratuito. Ok por poucas noites.

😦 : Café da manhã não está incluso. O lugar é velho e precisa ser melhor limpo.

ESPANHA

Madrid:

Las Musas Hostel – Nota 9

🙂 : Perto do metrô e da Puerta del Sol. Tem uma vibe agitada, típica de Madrid. O café da manhã era bom, tinha wifi gratuito e eu adorei o meu quarto single. Oferece vários tours e eventos dentro do hostel.

😦 : O chuveiro do quarto tinha aquele sistema de economia de água, onde você tem que ficar apertando o chuveiro toda hora. Não pega wifi no quarto, só nas áreas comunitárias.

Toledo:

El Hostal Puerta Bisagra – Nota 10

🙂 : Muito bem decorado, com quartos confortáveis e café de manhã de hotel. Nem parece um hostel! Fica bem na entrada da cidade, pertinho do centro histórico. Wifi gratuito.

😦 : Não é propício para conhecer outros viajantes.

Córdoba:

Independent Travellers Hostel – Nota 7

🙂 : Boa localização, wifi gratuito.

😦 : A sala era pequena, a porta do quarto era de vidro e a cortina era meio transparente, não tinha café da manhã e nem tours/eventos organizados pelo hostel. Bem sem graça.

Granada:

White Nest Hostel – Nota 8,5

🙂 : Adaptado a um edifício Andaluz restaurado, o hostel tem uma decoração moderna com vista para o Alhambra! Ficamos em um quarto privado no último andar do hostel: gigante! A cozinha era ótima. Eles oferecem wifi gratuito e organizam vários tours.

😦 : Café da manhã não está incluso (mas eles oferecem café, biscoitos e cereal).

Sevilha:

The Spot Central Hostel – Nota 8

🙂 : Ótima localização (perto da Plaza de Toros de La Maestranza), quarto pequeno, porém confortável e com ar condicionado. Wifi gratuito. Café da manhã simples sem custo. Eles oferecem um drinque grátis no terraço assim que você chega.

😦 : Meio barulhento à noite. As áreas comunitárias eram um pouco pequenas.

AFRICA2

MARROCOS

Marrakesh:

Riad Al Tainam Nota 8,5

🙂 : Uma opção barata dentro da Medina. Tem uma decoração marroquina bem bonita. O café da manhã era feito na hora e bem gostoso. Os funcionários eram muito simpáticos. Agendamos uma viagem com bom custo para Âït-benhaddou e para o deserto do Saara (mas é sempre bom verificar os preços antes com as agências espalhadas na Medina). O quarto era confortável e tinha ar condicionado. Eles oferecem transfers do aeroporto.

😦 : Wifi inconstante. Fica em uma parte “obscura” da Medina, então é fácil de se perder.

EGITO

Cairo:

Novotel Cairo Airport – Nota 10

🙂 : Quartos amplos, ótimo café da manhã e atendimento. Fica perto do aeroporto, tem piscina e wifi gratuito. Só ficamos uma noite lá, pois o Egito estava muito instável, então resolvemos não visitar o país. Os funcionários do hotel foram nos buscar no aeroporto, facilitando muito a chegada na situação complicada que o Egito se encontrava.

😦 : A instabilidade do país na época, o que não tem a ver com o hotel.

JORDÂNIA

Petra:

Seven Wonders Beduin Camp – Nota 9 (pela experiência!)

🙂 : É sem dúvida uma experiência única! Você fica no meio do deserto em Little Petra, em tendas como os antigos beduínos faziam. Os funcionários são muito simpáticos, a comida é simples e boa e à noite eles fazem uma fogueira e iluminam uma colina com velas.

😦 : Apesar de aquecido, o banheiro fica fora da tenda (à noite faz um super frio no deserto). Lógico que não tem wifi. Não fica em Petra, mas em uma cidade vizinha.

TANZÂNIA

Dar es Salaam: Ficamos uma noite em um hotel tão espelunca, que ele não existe mais!

Kilimanjaro (Cidade Moshi):

Park View Inn – Nota 9

🙂 : Ficamos no hotel apenas uma noite, antes de escalarmos o Kilimanjaro. O quarto era amplo e com wifi gratuito. Tinha um bom café da manhã e piscina.

😦 : Não tem nada por perto.

Safári: Ficamos em várias tendas-hotéis legais (conhecidas como Tented Lodges) no meio da savana.

Paje Beach (Ilha de Zanzibar):

Domokuchu Beach Bungalows – Nota 8

🙂 : O hotel é na verdade um conjunto de cabanas rústicas privadas de frente para o mar. Eles não têm restaurante, mas há outras opções na praia. O café da manhã é servido na varanda da sua cabana e é muito gostoso. A vista é espetacular e o lugar é bem quieto, perfeito para relaxar.

😦 : Às vezes falta energia (problema da ilha) e o quarto fica quente (o ventilador não funciona). Não há wifi ou ar condicionado.

ÁFRICA DO SUL

Johannesburg:

Africa’s Zoo Lodge Backpackers – Nota 4

🙂 : Fica em uma parte mais segura da cidade, tem cozinha e café da manhã gratuito.

😦 : É mais uma casa que um albergue. Poderia ser belo, mas é uma espelunca mal cuidada. O quarto era sujo e cheio de bichos e a piscina estava imunda (com lodo verde mesmo, parecia um pântano). Não tinha wifi.

Cidade do Cabo:

Big Blue Backpackers – Nota 9

🙂 : O hostel é bem localizado (15 minutos a pé do Waterfront) e tem uma energia bacana, cheio de atividades legais, além de oferecer um bar, piscina e mesa de sinuca. O café da manhã era simples, porém gostoso e o wifi é gratuito. Nosso quarto privado era amplo e limpo.

😦 : Meio barulhento à noite (hóspedes mais novos e campainha alta) e o wifi não funcionava direito nos quartos.

ITI ASIA

INDIA – Conhecemos Nova Dehli e fizemos uma viagem de sete dias pelo Rajastão em um trem luxuoso (leia mais aqui).

HONG KONG

Hong Kong Inn – Nota 7

🙂 : O metro quadrado no centro comercial de Hong Kong é caríssimo, resultando em acomodações minúsculas e esquisitas para aqueles com orçamento apertado. Este hotel é muito bem localizado, bem no coração de Causeway Bay. Tem quartos beeem pequenos, mas que oferecem jarra elétrica para esquentar água (bom para aqueles que gostam de comer noodles), ar condicionado e banheiro.  O Wifi é gratuito.

😦 : A cozinha é minúscula, fica em outro andar e não tem fogão (mas no andar do quarto tem uma geladeira). Não tem café da manhã e é bem difícil conhecer outros viajantes, já que a área comum fica em outro andar.

CHINA

Guilin:

Green Forest Hostel – Nota 9

🙂 : Fica em uma rua calma e bonita, de frente para o rio. Os quartos são amplos, a área comum é legal e reúne várias pessoas e há uma lanchonete onde dá para pedir uns pratos e pizzas (queijo é raridade na Ásia). Wifi é gratuito e os funcionários falam inglês (outra raridade em Guilin). Eles tem um gato de estimação e eu amo gatos. Rs.

😦 : O café da manhã não está incluso, mas é barato e gostoso.

Xian:

Hantang – Nota 9,5

🙂 : Parece um hotel, de tão bonito. O quarto é grande, limpo, bem decorado (ficamos em um quarto privado com banheiro), e ainda oferece ar condicionado, secador de cabelo e TV a cabo. No saguão tem um restaurante e um bar com comidas e drinques gostosos. Wifi gratuito.

😦 : Café da manhã não está incluso. A localização é central (15 minutos da Torre do Sino), porém em uma rua meio estranha.

Xangai: Ficamos na casa de parentes!

Pequim:

Kelly’s Courtyard – Nota 9

🙂 : O hotel é um courtyard em estilo chinês antigo (conhecido como Hutong), onde os quartos têm porta de correr e ficam de frente para um pátio (todos possuem banheiro privativo e ar condicionado). O lugar é bem decorado e agradável e o gerente do local é muito atencioso. O café da manhã incluso na diária era bom. Wifi gratuito. Fica em uma região central, 5 minutos a pé do metrô.

😦 : Devido à disposição dos quartos, às vezes o barulho atrapalha.

TAILÂNDIA

Bangcoc:

Udee Bangkok – Nota 8,5

🙂 : Fica perto da feira Chakuchat, a maior da Tailândia. Também tem restaurantes e metrô por perto. O hotel é bem bonitinho e fica em uma rua mais calma da cidade. O café da manhã é simples, porém gostoso e o wifi é gratuito. Os quartos tem ar condicionado e são bem decorados.

😦 : Fica um pouco afastado dos outros pontos turísticos (mas o transporte é bem barato por lá). O hotel não tem elevador.

Koh Samui:

Sunny Guesthouse – Nota 7

🙂 : É mais um apartamento que fica perto de Chaweng Beach, a principal praia de Koh Samui. Os quartos são espaçosos, com geladeira, TV, chaleira elétrica e ar condicionado. Wifi gratuito, porém inconstante.

😦 : Não tem restaurante nem oferece café da manhã. Como não é um hotel/albergue é difícil encontrar outros viajantes.

Phuket:

Club One Seven – Nota 10

🙂 : É um hotel boutique que, embora seja GLS, é ótimo para todo tipo de público! O estabelecimento é limpo, moderno e bem localizado, perto da praia de Patong. Tem uma piscina pequena, uma sala de ginástica e um ótimo restaurante (mesmo não-hóspedes  costumam jantar por lá). O café da manhã é fresquinho e bem gostoso (tem quatro tipos de cardápio para você escolher) e o wifi é gratuito. O quarto é pequeno, mas confortável e inclui ar condicionado, frigobar e uma garrafa de água mineral.

😦 : Não fica na frente da praia.

Friendship Beach Hotel  – Nota 10 (não poderia dar outra, fui pedida em casamento nesse hotel!)

🙂 : É um resort com piscina, academia e SPA de frente para uma praia exclusiva. Os quartos são enormes, com ar condicionado, banheira, frigobar e uma linda vista. O restaurante é bem gostoso e os pratos são acessíveis. Eles oferecem várias atividades, como passeios pelas ilhas próximas, caiaque, mergulho etc. Os funcionários foram todos muito atenciosos.

😦 : A praia não é tão legal para tomar banho, pois tem muita alga e barcos pesqueiros.

Chiang Mai:

MD House – Nota 7,5

🙂 : Ótima localização, perto de tudo, porém em uma rua mais silenciosa. O lugar é simples, com uma decoração mais antiga, mas tem piscina e oferece um bom café da manhã. Os quartos tem ar condicionado.

😦 : Falta personalidade. Não tem clima de hostel, então não é tão fácil conhecer outros viajantes. A piscina podia ser mais limpa.

LAOS

Luang Prabang:

Villa Merry Lao III – Nota 7,5

🙂 : Perto de tudo. Bom café da manhã. O quarto é amplo e tem ar condicionado e fribogar. Eles disponibilizam toalhas.

😦 : Fica de frente para a rua principal, perto dos bares, então à noite o lugar fica barulhento. Só um funcionário falava inglês (bem comum em Luang Prabang). O wifi era muito inconstante.

VIETNAM

Hanoi:

May De Ville Backpackers Hostel – Nota 8,5

🙂 : O hotel fica no meio do bairro antigo, mas ainda consegue ser silencioso o à noite. Tem um bom café da manhã em estilo buffet (torrada, pães, frios, ovos e até salada e noodles) e quartos espaçosos com TV a cabo, frigobar e chuveiro forte. O wifi funcionou bem em todos os andares e eles ainda organizam excursões para sapa e a baía de Halong.

😦 : Hanoi é extremamente caótica, então o caminho até o hostel é meio assustador (porém o interior do hotel é bem bacana). Tem um jeitão mais de hotel, o que dificulta conhecer outros viajantes.

Halong Bay: Fizemos um cruzeiro de três dias e duas noites em um barco tradicional conhecido como Junk Boat com a empresa Halong Bay Cruises. Ficamos na embarcação Glory e adoramos os quartos, a comida e os passeios.

Hoi An:

Hoi An Hotel – Nota 10

🙂 : Hotel espetacular! Lindo, limpo, com ótimo atendimento! Piscina, SPA e agência de turismo própria. Eles alugam bicicletas e tem um sistema de van que deixa na beira da praia. O café da manhã é 5 estrelas e os quartos são amplos e contam com frigobar, TV e ar condicionado.

😦 : O wifi só está disponível no business Center. O preço não é tão em conta, quando comparado às outras opções dessa lista.

Danang:

Dai A Hotel – Nota 6 (talvez hoje em dia esteja melhor)

🙂 : Quartos amplos, bem localizado. Wifi gratuito.

😦 : Eles não nos avisaram que o hotel estava sendo renovado. Acordávamos por volta das 6 da manhã com o barulho da obra, impossível descansar. Os quartos estavam todos empoeirados. O café da manhã também não era dos melhores, faltando opção para turistas ocidentais (eles comem noodles de manhã e não colocam leite normal no café, só leite condensado).

Ho Chi Minh:

Duc Vuong Hotel – Nota 8,5

🙂 : A estrela do hotel é a equipe, sempre simpática e prestativa. O café da manhã é em estilo buffet, com opções de pratos asiáticos e ocidentais. O wifi funcionou bem, e nosso quarto duplo era espaçoso, com uma linda banheira e ar condicionado. Eles também oferecem pipoca, água mineral e água quente para chá nos quartos, além de uma boa tv com canais internacionais. Há um bar no terraço, uma boa opção para relaxar depois de agitado na cidade.

😦 : Alguns turistas sofreram furtos na rua onde o hotel está localizado.

CAMBOJA

Siem Reap:

Okay 1 Villa – Nota 8,5

🙂 : A pousada fica em um local tranquilo, a 10 minutos de caminhada do centro da cidade. O lugar é decorado belamente com motivos cambojanos e conta com uma piscina legal e restaurante. Os quartos são espaçosos e os funcionários muito simpáticos. O lugar é super limpo e você pode reservar tours para os templos, se quiser. Wifi gratuito.

😦 : O ar condicionado no quarto não estava funcionando direito. O café da manhã poderia ter mais variedade (só tem alguns tipos de pão e queijo).

Phnom Penh:

White Mansion Boutique Hotel – Nota 10

🙂 : Um dos melhores lugares em que ficamos na Ásia. Decoração ultra moderna, serviço impecável, quartos amplos e mega confortáveis, wifi gratuito e excelente café da manhã.

😦 : A piscina podia ser maior.

MALÁSIA

Kuala Lumpur:

Reggae Mansion Kuala Lumpur – Nota 8,5

🙂 : A pousada é nova e moderna, bem no meio de Chinatown, oferecendo um café da manhã gratuito simples (cereais e pães com geleia ou manteiga e café), um bom restaurante, além de um bar no terraço.

😦 : Era um “party hostel”, então pode ser difícil dormir à noite. Caso se hospede por lá, peça por um quarto duplo (twin room), que fica um pouco mais longe do ruído. O restaurante era um pouco caro se comparado a outros da área.

Penang:

Red Inn Court – Nota 6

🙂 : Bem localizado com quartos amplos. Café da manhã ok, wifi gratuito.

😦 : Funcionários desorganizados e rudes. Agendamos um transfer do aeroporto, mas ninguém apareceu (depois que ligamos ainda demoram mais de uma hora e meia para nos buscar). Quando chegamos ao hotel, ninguém pediu desculpas e nosso quarto (que era horrível) não estava pronto. Quando decidimos fazer um upgrade de quarto, a recepcionista não queria incluir o que já havíamos pago pela reserva.

Ilhas Perhentian:

Senja Bay Resort – Nota 0

🙂 : O lugar fica em uma praia linda.

😦 : Embora a localização seja incrível, o resort tem várias falhas. Para começar, os quartos não são limpos, a comida é mais cara e menos saborosa do que em outros restaurantes na praia e os funcionários são horríveis. Havíamos reservado um quarto com ar condicionado e vista para o mar, mas o AC não funcionava e a pia e o vaso sanitário estavam estragados (o banheiro é estilo mochileiro). O quarto era escuro com paredes finas como papel (escutávamos o vizinho andando). Tivemos problemas com o pacote que supostamente incluía todas as refeições, porém só no primeiro dia tivemos acesso ao cardápio inteiro (no segundo queriam limitar o que comíamos para ficar igual a um outro grupo que se hospedava por lá). Também tivemos problemas com café da manhã, pois só era oferecido torrada com manteiga ou geleia, e com os passeios, pois pagamos por dois, mas só queriam nos levar em um. Definitivamente o lugar passa longe de um “resort all-inclusive” como eles gostam de ser chamados.

(PS: Como as Ilhas Perhentian são realmente lindas, escolha outra acomodação aqui)

CINGAPURA

Cingapura:

Fernloft City – Nota 0

🙂 : Bem localizado.

😦 : Uma das piores experiências que tivemos na volta ao mundo. Só havia um banheiro para o albergue inteiro. O quarto não tinha janelas e estava infestado de bed bugs. O pior é que descobrimos que a gerente sabia disso e nos colocou lá de qualquer maneira. Evite.

INDONÉSIA

Yogyakarta (Ilha de Java):

Kampoeng Djawa Hotel – Nota 7

🙂 : A pousada é bonitinha, decorada com motivos indonésios. Os funcionários são muito atenciosos e estão sempre dispostos a ajudar. O quarto era espaçoso e muito limpo. Wifi e bebidinhas gratuitas durante o dia.

😦 : Lençol pequeno. Não havia café da manhã.

Borobudur (Ilha de Java):

Manohara Resort

🙂 : O hotel é o único localizado dentro do parque de Borobudur, então dá para visitar o famoso templo a pé e quantas vezes você quiser. Os quartos são grandes, com ar condicionado, TV e fribogar. Tem Wifi gratuito. O café da manhã é farto.

😦 : Apesar de elegante, passamos mal com a comida do hotel (a primeira vez durante a viagem).

Denpasar (Bali):

Avanee Residence – Nota 8,5

🙂 : Ficamos só uma noite nesse apart hotel (chegamos tarde e iríamos para Ubud no dia seguinte). Os quartos eram amplos, com ar condicionado, TV e frigobar. Wifi gratuito.

😦 : O hotel inteiro é meio mal organizado. A pia estava quebrada no primeiro quarto que entramos e o segundo tinha vários insetos. O funcionário não tinha conhecimento de como nos atender melhor (era mais um vigia que entregava as chaves). Não tem café da manhã.

Ubud (Bali):

Taman Harum Cottages – Nota 9,5

🙂 : Uma delícia de lugar! Tranquilo, decorado com móveis objetos típicos, com muita área verde e até uma piscina. Fica na Vila Mas, onde há várias lojas de artesanato talhado em madeira. A comida é boa (local e ocidental) e acessível, os quartos em estilo loft são enormes e os funcionários são muito simpáticos. Eles também oferecem passeios e uma van gratuita (você pode programá-lo para qualquer momento que você quiser) para ir e voltar do centro de Ubud (apenas 2 km de distância). Wifi gratuito. Muito legal!

😦 : O wifi não pegava bem no quarto. O ambiente não é propenso para conhecer outros viajantes.

Seminyak (Bali):

Tanaya Bed & Breakfast – Nota 8,5

🙂 : Se você quer ficar no meio do agito, o hotel tem uma boa localização. Caso não seja o plano, vá para algum spot mais tranquilo. O quarto não era muito grande, porém confortável, com decoração moderna e ar condicionado. Café da manhã simples, porém muito gostoso (croissants, suco de laranja e café). Eles colocam duas garrafas de água mineral como cortesia no quarto. Wifi gratuito.

😦 : Você sai do hotel e todos os vendedores ambulantes vão para cima de você.

ITI OCEANIA

AUSTRÁLIA

Sydney:

Jackaroo Hostel – Nota 8

🙂 : Uma das opções mais baratas em Sydney. Fica perto do metrô, no centro (King’s Cross). O albergue tem uma vibe bem legal, muito fácil de conhecer outros viajantes. Oferecem quartos privativos com banheiros ou dormitórios. O café da manhã era ok (basicamente cereal e café). Wifi gratuito (raridade nos hostels de Sydney).

😦 : As redondezas do albergue são meio estranhas, bom ter cuidado.

Sunshine Coast:

Fizemos uma viagem de campervan (uma espécie de “casa-furgão”) por Brisbane, Noosa Beach, Hervey Bay, Rockhampton, Arlie Beach, Townsville/Magnetic Island, Mission Beach, Port Douglas, Cairns e Adelaide. Para esse percurso, nos hospedamos em campings próprios para motorhomes. Caso você esteja planejando fazer uma viagem assim, as acomodações da road trip estão nesse post.

NOVA ZELÂNDIA

Auckland:

Ponsonby Backpackers – Nota 6,5

🙂 : Tem o ar de uma casa de família. É limpo e tem uma grande cozinha comunitária. Fica em uma rua calma, porém a alguns minutos de cafés etc.

😦 : Não tem café da manhã ou wifi gratuito (raridade na Nova Zelândia). Ficamos em um chalé no jardim sem banheiro, então tínhamos que caminhar no frio no meio da noite para usar o toilet. O chuveiro também não estava aquecendo direito.

Wellington:

YHA Wellington City – Nota 9

🙂 : Equipe maravilhosa. Muita informação sobre coisas legais para fazer, limpo e confortável (ficamos em um quarto duplo). Ótima localização. Há um café anexado ao hostel onde você pode tomar café da manhã por 6 dólares (bagel com cream cheese/geleia e café passado por um barista).

😦 : Não tem café da manhã ou wifi gratuito (raridade na Nova Zelândia).

Queenstown:

YHA Queenstown Central – Nota 9

🙂 : Fica a uns 15 minutos a pé do centro, em uma linda área de frente para o lago. Tem uma cozinha comunitária grande e é muito fácil conhecer outros viajantes. Oferecem um balcão de turismo para facilitar a reserva dos passeios. O quarto não é grande, mas é confortável e tem aquecedor.

😦 : Não tem café da manhã ou wifi gratuito (raridade na Nova Zelândia).

FIJI

Nadi:

Best Western Hexagon International Hotel, Villas & Spa – Nota 7

🙂 : Bom custo benefício para passar à noite antes de pegar a ferry para as ilhas (fica perto do aeroporto internacional). Quarto confortável com ar condicionado. Ao lado do hotel há um centro comercial onde você pode jantar ou fazer compras no supermercado. O café da manhã era ok.

😦 : A piscina estava suja. Não tem wifi.

Bounty Island:

Bounty Island Resort – Nota 8,5

🙂 : Melhor custo-benefício de Fiji. Há dormitórios e bangalôs privados simples na beira da praia, com uma rede na frente. As refeições são inclusas e estavam bem gostosas. Oferece piscina e atividades extras (mergulho noturno, esportes aquáticos etc.)

😦 : Quarto não tinha ar condicionado. Não tem wifi.

EUA2

EUA

Havaí/Honolulu:

Stay Waikiki – Nota 7

🙂 : Decoração muito legal, bem moderna! Bem localizado. Os quartos não são grandes, porém são confortáveis. Wifi gratuito.

😦 : Não tinha café da manhã.

Los Angeles:

La Mansion Hostel Nota 6,5

🙂 : La Mansion tem um grande potencial! A casa em si é linda com quartos enormes! Mal posso esperar para a reforma ser concluída (parece estar demorando muito) para experimentar a piscina em minha próxima viagem a Los Angeles. A equipe é muito simpática, o café da manhã é bom (pães, cereais, ovos etc) e o wifi funciona bem.

😦 : O quarto duplo do segundo andar, onde ficamos, não tinha cortinas escuras, ficando muito claro no início da manhã. O quarto tinha armários, mas nenhum cabide. O bairro ao redor do albergue não é seguro.

Las Vegas:

Bill’s Gambling Hall & Saloon Hotel – Nota 9

🙂 : Bom custo benefício para um hotel no “strip”, o centro onde tudo acontece em Las Vegas. O quarto é gigante, com duas camas king size. O café da manhã estava ótimo. Tem cassino embaixo, bem como outros tipos de entretenimento (música ao vivo etc).

😦 : Wifi pago.

Nova Iorque:

West Side YMCA – Nota 7

🙂 : Excelente localização perto do Central Park (com preço barato para NY), bom wifi no lobby, academia fantástica, restaurantes baratos por perto. O quarto é velho com colchões meio moles (aparentemente eles renovaram um andar que deve ser melhor).

😦 : Precisando urgentemente de uma reforma no banheiro (e de mais banheiros também). Não há lugar para pendurar suas roupas no banheiro, está sempre lotado e não é bem ventilado.

 

comments2

Anúncios

2 comentários em “Lista completa e avaliação dos albergues/hotéis da minha volta ao mundo

  1. Parabéns! Adorei o seu estilo de avaliação, muito obrigada por esse post! Auxilia bastante a visualização do lugar e das necessidades de cada viagem, para ficar perfeito, sugeriria numa próxima oportunidade uma cotação de valores, podia ser apenas $, $$ ou $$$ ou um valor aproximado das diárias para que víssemos também o custo-benefício.

    • Obrigada! Acho q colocarei os preços! Só não fiz antes, pois achei q estariam muito defasados (viajei em 2011!) bjão!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: